Correios entram em greve

Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) entraram hoje (14) em greve por tempo indeterminado. A categoria reivindica aumento salarial de R$ 400, reajuste do vale-refeição e do vale-alimentação, piso salarial de R$ 1.635 e reposição da inflação de 7,16%.

Segundo o representante do comando de greve e de negociações da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect), José Gonçalves de Almeida, a empresa apresentou uma proposta segunda-feira (12) à noite, mas não teve sucesso. “Foi oferecido reajuste salarial de 6,87%, abono de R$ 800 e R$ 25 de vale-alimentação, que seriam pagos somente em janeiro. A categoria, porém, rejeitou, dando início à greve”, disse Almeida.

Em nota, a ECT informou que está trabalhando para normalizar a situação o mais rápido possível, por meio de uma série de medidas que garantam o atendimento à população.

No Rio Grande do Sul, de acordo com o secretário-geral do Sindicato, Vicente Guindani, a categoria quer a reposição da inflação, de 7,16%, e mais 24% de reajuste, referente a perdas anteriores. Com a confirmação da greve, Guindani pede apoio e compreensão da população para os prejuízos que a falta dos serviços deve causar.

Ainda na noite desta terça, os trabalhadores montarão um piquete em frente ao Centro de Distribuição dos Correios na Avenida Sertório. “Pedimos a compreensão de todos, mas as manifestações são necessárias. A população tem que apoiar as reivindicações dos funcionários dos Correios”, destacou Guindani.

Contas a pagar

Os consumidores devem ficar atentos, pois, as contas de consumo podem chegar atrasadas.

Segundo o Procon, todas as empresas que enviam cobranças por meio de correspondência postal são obrigadas a oferecer outra forma de pagamento que seja viável ao consumidor (internet, fax, sede da empresa, depósito bancário entre outras) e ainda divulgar amplamente as alternativas disponíveis.

A fundação recomenda aos consumidores que sabem a data de vencimento de suas contas a entrarem em contato com a empresa, para solicitarem outra opção para efetuar o pagamento, antes do vencimento, a fim de evitar a cobrança de eventuais encargos e cancelamentos.

Tag em: correios, greve

1 Comentário

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to top